21 de janeiro de 2021

Vistoria constata descaso na Saúde em São José de Ribamar

 Vistoria constata descaso na Saúde em São José de Ribamar
Secretário apresenta relatório da situação atual aos vereadores (Foto: Divulgação)

Durante uma reunião realizada na Prefeitura de São José de Ribamar, nesta segunda-feira,11, o secretário de Saúde do Município, Eduardo Buna, apresentou um relatório da situação atual da saúde da cidade aos secretários e vereadores.  Após a reunião, os membros do Executivo e os parlamentares formaram uma comitiva e realizaram uma vistoria no Hospital Municipal e Maternidade Municipal. 

De acordo com o secretário Eduardo Buna, todos os vereadores e alguns secretários foram convocados para realizar esta visita e traçar um plano de metas emergencial, com o objetivo de trazer melhorias ao hospital e maternidade. “Muitos problemas estruturais foram constatados em todos os setores, como no telhado, rede elétrica, infiltrações, rede de oxigênio, dentre outros. O hospital e a maternidade não apresentam atrativos e base de atendimento para população. Uma comissão permanente será formada para fiscalizar e indicar melhorias para serem feitas nas unidades”, frisou.  

No Hospital Municipal, a falta infraestrutura é um dos principais problemas. O telhado está comprometido com infiltrações e goteiras, o que causa alagamentos nos setores de enfermagem.

Também foi diagnosticado que cinco enfermarias estão interditadas e a unidade de saúde não possui rede de oxigênio. Quando um paciente necessita, os funcionários improvisam o atendimento com balas de oxigênio. Além disso, médicos e enfermeiros enfrentam dificuldades para descansar nos intervalos dos plantões porque não há estrutura nas salas de repouso.  


Outra reclamação dos pacientes e funcionários é que uma unidade de terapia semi-intensiva foi inaugurada em gestões anteriores, mas nunca funcionou. O hospital é equipado apenas com uma ambulância, o que dificulta atendimentos de urgência. 

Para a presidente da Câmara Municipal de São José de Ribamar, Francimar Jacintho (PL), a situação do hospital é delicada, mas o Legislativo estará fiscalizando para propor melhorias. “Muitos problemas foram encontrados e a unidade não está adequada para atender os pacientes com a eficiência necessária. Junto ao Executivo, vamos sugerir melhorias e fiscalizar o que será feito a partir de agora”, disse. 

Na maternidade, uma ala inteira reformada recentemente não está sendo utilizada porque alaga quando chove e não há estrutura para permanência de mães em trabalho de parto. Apenas um posto de enfermagem funciona no local, sendo que a unidade possui dois postos.

Conforme o secretário Municipal de Obras, Habitação, Serviços Públicos e Urbanismo, André Cruz, um reparo emergencial será feito no telhado do hospital para evitar transtornos com o período chuvoso. “A situação é complicada e uma equipe da secretaria está realizando um levantamento para saber as necessidades emergenciais dos prédios. Faremos um reparo no telhado e em médio e longo prazo vamos estabelecer uma reforma. Nessa fase, vamos precisar de paciência da população porque o hospital não pode fechar, com isso, faremos a reforma de cada setor por vez”, relatou. 

Como medida inicial, a Secretaria Municipal de Saúde vai implantar a humanização do atendimento, fazer com que os pacientes sejam atendidos da melhor forma possível e tenha seus problemas solucionados. Um plano de ação será realizado em noventa dias para solucionar as principais deficiências do Hospital e Secretaria de Saúde Municipal.

Leia mais notícias em RadioNoticiaMaranhao.com.br e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Rádio Notícia Maranhão por WhatsApp pelo telefone (98) 99121-5205.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *