31 de julho de 2021

A Semana Maranhense de dança começou

 A Semana Maranhense de dança começou

Com espetáculos em vários espaços públicos da cidade, começa nesta segunda-feira (30), a décima primeira edição da Semana Maranhense de Dança. O evento segue até o dia 5 de novembro, abrindo espaço para diversas coreografias, danças urbanas, performances e oficinas.

A abertura oficial está prevista para as 19h na Praça Nauro Machado, Centro Histórico de São Luís, com apresentação do espetáculo Voamos Além do Céu e participação especial dos bailarinos Debora Buhatem e Dymitri Amaro.

XI Semana Maranhense de Dança. (Foto: Djalma Raposo)

XI Semana Maranhense de Dança. (Foto: Djalma Raposo)

Ainda no mesmo dia, às 12h, o evento acontece no Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, com o Poesias do Corpo Ferreira Gullar, e a partir das 17h tem cortejo da Praça Deodoro até a Praça Nauro Machado, com performances de diversos grupos de dança.

A programação completa está disponível no site do Teatro Arthur Azevedo, http://www.cultura.ma.gov.br/taa/ ou no site da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur)  http://www.sectur.ma.gov.br/.

Nesta edição serão realizados quatro grandes espetáculos, 120 coreografias, uma performance e duas intervenções, além de 15 oficinas em diversas modalidades de dança. Durante o evento serão realizadas as mostras Criança na Dança, Mostra Competitiva, Melhor Idade, Dança Popular e Noite de Gala.

As ações artísticas serão distribuídas em 11 palcos pela cidade: Praça Nauro Machado, Espigão Costeiro, Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, Fonte do Ribeirão, Hospital Nina Rodrigues, Teatro da Cidade, Concha Acústica de São José de Ribamar, Casa de Apoio Ninar, Palácio dos Leões, Praça Benedito Leite e Concha Acústica Reynaldo Faray na Lagoa da Jansen.

XI Semana Maranhense de Dança. (Foto: Djalma Raposo)

XI Semana Maranhense de Dança. (Foto: Djalma Raposo)

Batalha de Danças Urbanas

O destaque na programação deste ano é a Batalha de Danças Urbanas Negro Cosme que acontece no dia 3 de novembro na Praça Nauro Machado.

A atração contemplará dançarinos, grupos e companhias de dança de rua. Serão realizadas batalhas em all style 1 x 1 e serão selecionados 16 dançarinos. Cada um deles terá um minuto para demonstrar ao público sua dança e passar pela avaliação do júri. Os confrontos serão eliminatórios e passarão pelas seguintes fases: oitavas de final, quartas de final, semifinal e final. Ao final serão premiados os três melhores avaliados pelo júri técnico da Semana.

Homenagem

O grande homenageado da XI Semana Maranhense de Dança é o bailarino, coreógrafo e diretor da Pulsar Cia de Dança: Abelardo Telles. Bailarino há 25 anos, iniciou seus estudos em 1988 com a professora Regina Telles no Estúdio Pró-Dança, e entre 1995 e 2002 foi professor em cursos de dança oferecidos a comunidade por meio do Teatro Arthur Azevedo.

Foi coreógrafo de comissão de frente das escolas de samba Flor do Samba, Turma do Quinto, Unidos de Ribamar, Unidos de Fátima e Favela do Samba. Entre os anos de 2006 e 2016 foi o coordenador da Semana Maranhense de Dança e este ano terá o privilégio de ser o grande homenageado.

XI Semana Maranhense de Dança. (Foto: Djalma Raposo)

XI Semana Maranhense de Dança. (Foto: Djalma Raposo)

Caravana em outras cidades

Após a temporada em São Luís, o evento continua entre os dias 10 e 12 de novembro nas cidades de Arari, Santa Rita, Barreirinhas, Pedreiras e Caxias. Durante o dia haverá diversas oficinas e a noite apresentações em diversos estilos com a participação de bailarinos e companhias de dança de São Luís e grupos dos municípios que receberão o evento.

Sucesso da prévia

Este ano foi realizado pela primeira vez a Prévia da Semana Maranhense de Dança que aconteceu na praça de eventos do Shopping da Ilha no início de outubro. O evento foi um sucesso e contou com a participação de vários bailarinos, companhias e grupos de dança. Teve jazz, dança popular, stiletto, ballet clássico e contemporâneo.

Para o dançarino Rafael Fera, integrante do grupo de danças urbanas, a batalha realizada na prévia foi um incentivo para a dança de rua. “A Prévia da Batalha de Cosme foi uma vitrine ímpar para as danças urbanas. O projeto inovador foi brilhante em levar o espírito das ruas para o Shopping, dando maior visibilidade à nossa arte. Esperamos que a prévia tenha deixado um gostinho de quero mais naqueles que participaram ou apenas assistiram, para prestigiarem a verdadeira batalha na SMD”.

A prévia contou com mais de 60 apresentações e segundo a organização cerca de 1500 pessoas compareceram ao evento durante os três dias.

Fonte: Secom/Governo do Estado

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *