23 de abril de 2021

Sampaio joga bem e bate o Paysandu em Belém-PA

 Sampaio joga bem e bate o Paysandu em Belém-PA

Paysandu e Sampaio Corrêa duelaram no Estádio da Curuzu, em Belém. (Fernando Torres / Paysandu SC)

Paysandu e Sampaio Corrêa duelaram no Estádio da Curuzu, em Belém. (Fernando Torres / Paysandu SC)

BELÉM – Foi uma longa espera. Para ser mais exato, dois meses e duas semanas de jejum. Desde o dia 9 de junho, o torcedor do Sampaio Corrêa não sabia o que era uma vitória no Campeonato Brasileiro Série B, em uma sequência dolorida para uma equipe tricampeã nacional e atual campeã nordestina. O sofrimento foi enorme, mas a Bolívia Querida voltou a sorrir na tarde deste sábado (25): com uma vitória por 1 a 0 sobre o Paysandu, em pleno Estádio da Curuzu, o Sampaio encerrou uma série de 12 partidas sem triunfos na competição nacional e aumentou suas chances de permanência na Segundona para a temporada de 2019.

Salvo alguns momentos de equilíbrio, principalmente no início dos dois tempos, o Sampaio Corrêa dominou as ações diante do Paysandu. Com posse de bola e jogadas rápidas, apesar do gramado pesado da Curuzu, a Bolívia Querida criou as melhores oportunidades de gol e abriu o placar aos 24 minutos da etapa final, com o atacante Uilliam, aproveitando a assistência do lateral Julinho. Na reta final de jogo, o Bicolor esboçou uma pressão, mas nada que atrapalhasse a grande vitória do Sampaio.

Mesmo com a vitória em Belém, a situação do Sampaio Corrêa na Série B continua delicada: com 21 pontos em 23 partidas, o Tubarão permanece na penúltima colocação da competição nacional. Entretanto, o Sampaio já vê uma luz no fim do túnel, já que a distância para Criciúma, CRB e Paysandu, times de pior campanha fora do Z4, caiu para quatro pontos. Sem vencer há cinco jogos, o Paysandu está na 16ª posição, com 25 pontos.

Depois da vitória no confronto direto contra o Paysandu, o Sampaio Corrêa terá outro compromisso contra uma equipe ameaçada de rebaixamento: nesta sexta-feira (31), o Tubarão encara o CRB, em duelo que será disputado às 21h30, no Estádio Rei Pelé. Também nesta sexta, mas às 19h15, o Paysandu recebe o Juventude na Curuzu.

O jogo

Mesmo com o gramado castigado pela chuva, Paysandu e Sampaio Corrêa foram ao ataque no início de partida na Curuzu. A primeira oportunidade de gol foi da Bolívia Querida: aos quatro minutos, Jocinei arriscou um chute forte em cobrança de falta e obrigou Renan Rocha a espalmar a bola para a lateral. A resposta do Papão veio aos 10, com Renato Augusto, que recebeu cruzamento de Thomaz, fez o desvio de cabeça e quase acertou o canto direito de Busatto.

Depois das tentativas iniciais, as duas equipes diminuíram o ritmo, já que o gramado estava pesado demais para trocar passes e as marcações estavam encaixadas. Empurrado pela torcida, o Paysandu voltou a assustar o Sampaio Corrêa aos 24 minutos, com Thomaz, que recebeu a bola na ponta esquerda, passou pela marcação e chutou forte, para grande defesa de Busatto.

Na reta final do primeiro tempo, o Sampaio Corrêa esboçou uma pressão sobre o Paysandu. Aos 39 minutos, Matheusinho aproveitou falha da defesa bicolor e chutou forte, por cima do gol. Pouco depois, aos 43, Rogério aproveitou levantamento na grande área, fez o desvio, e Renan Rocha evitou o primeiro gol da equipe maranhense.

Sampaio Corrêa pressiona e garante vitória fora de casa

Assim como na etapa inicial, o segundo tempo começou com um ritmo intenso das duas equipes. Aos sete minutos, o Paysandu teve uma grande chance de abrir o placar, em finalização de Thomas, mas Busatto, bem posicionado, segurou a bola. A resposta do Sampaio Corrêa veio aos 16, com Bruninho, que arriscou o chute e parou na defesa de Renan Rocha.

Bem posicionado e valorizando a posse de bola, o Sampaio Corrêa dominou as ações diante de um apático Paysandu. Fernando Sobral, aos 19 minutos, arriscou um chute de longa distância, que parou nas mãos de Renan Rocha. Já aos 24, a insistência do Tubarão foi premiada: após grande jogada pela esquerda, Julinho fez um cruzamento na medida para Uilliam, que se antecipou aos zagueiros bicolores, fez o desvio e abriu o placar para o Sampaio na Curuzu.

Mais na base do desespero do que da organização, o Paysandu foi ao ataque nos últimos minutos de partida. Aos 36, Claudinho teve uma grande chance para empatar o duelo, mas Busatto agiu rápido e salvou o Sampaio Corrêa. Pouco depois, aos 40, Bruninho fez o segundo gol do Tricolor, após rebote de Renan Rocha em finalização de Eloir, mas a arbitragem marcou o impedimento. O lance, entretanto, não fez falta ao Sampaio, que fez muita festa pelo fim do jejum na Segundona.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Renan Rocha; Jonathan, Perema, Fernando Timbó e Guilherme Santos; Renato Augusto, Lucas Geovani, Pedro Carmona (Mike), Alan Calbergue (Moisés) e Thomaz (Claudinho); Hugo Almeida. Treinador: Guilherme Alves

SAMPAIO CORRÊA: Busatto; Luis Gustavo (Bruno Moura), Rogério, Maracás e Julinho; Adilson Goiano, Jocinei (Willian Oliveira) e Fernando Sobral; Matheusinho (Eloir), Bruninho e Uilliam. Treinador: Paulo Roberto

Leia mais notícias em RadioNoticiaMaranhao.com.br e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Rádio Notícia Maranhão por WhatsApp pelo telefone (98) 98770 3557.

0 Reviews