6 de maio de 2021

Projeto garante qualificação profissional a pessoas em situação de rua

 Projeto garante qualificação profissional a pessoas em situação de rua

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Terá início, na próxima segunda-feira (29), às 14h, no Centro Cultural Convento das Mercês, as aulas teóricas e práticas da primeira turma, deste ano, do Curso ‘Corte e Costura’ promovido pela Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), em parceria com o Centro Cultural Convento das Mercês (equipamento da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo – Sectur), FMRB e Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

A aula inaugural do curso, que integra as ações do Projeto 3 R´s: Reciclar, Reutilizar e Renda, contará com a presença da secretária da Semcas, Andreia Lauande; do diretor do Convento das Mercês, Paulo Melo Sousa; e do presidente da Cemar, Augusto Dantas. Nessa primeira turma estão sendo contempladas 20 pessoas em situação de rua atendidos nos Centros Especializados em População Adulta de Rua (Centro POP), além de abrigos institucionais geridos pela Semcas na comunidade do Desterro e áreas afins: Praia Grande e Portinho.

Até o final dessa primeira etapa do 3 R´s, que deverá se encerrar no mês de julho deste ano, a meta é contemplar 60 pessoas, na faixa etária de 23 a 59 anos, com o curso de Corte e Costura, que tem uma carga horária de 80 horas.

O superintendente de Articulação Institucional da Semcas, Alfredo Lima, ressalta que o Projeto 3 R´s tem em sua essência primordial a geração de renda, trabalho e desenvolvimento sustentável, além da construção de habilidades produtivas e formação social de pessoas à margem da sociedade. “São pessoas em situação de rua, de vulnerabilidade e risco pessoal e social que muito necessitam de políticas públicas que lhes garantam uma oportunidade a uma vida digna”, destacou.

A coordenadora de Inclusão Socioprodutiva, Nubervane Moreira, destaca que o projeto também tem foco na transformação social do indivíduo, com reais perspectivas de inseri-lo em atividades sustentáveis e, dessa forma, reduzir as desigualdades sociais e degradação do meio ambiente. “Com uma visão crítica, buscamos que os participantes se reconheçam e se fortaleçam como sujeitos de direitos”, assinalou ao enumerar possibilidades e objetivos como elevação da autoestima e oportunidade de trabalho.

Entre as propostas do projeto com a oferta do curso está a formação, qualificação de competências e habilidades produtivas para a confecção de colchas, fronhas, almofadas, sacolas, tapetes, cortinas e outros produtos com o reaproveitamento dos fardamentos usados pelos funcionários da Cemar.

Na linha do programa serão abordados temas e nuances como ‘Geração de Renda e Oportunidade de Trabalho’, ‘Educação Ambiental’, ‘Sustentabilidade e Melhoria da Qualidade de Vida’, ‘Convivência Familiar e Comunitária’, ‘Economia Solidária e Renda’ e ‘Cidadania e Justiça Social’.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *