13 de maio de 2021

Professores aprovados no concurso da Prefeitura de São Luís cobram nomeação

 Professores aprovados no concurso da Prefeitura de São Luís cobram nomeação
(Foto: Reprodução/ Agência Assembleia)

Na manhã dessa sexta-feira (05), candidatos aprovados e excedentes do último concurso da Secretaria Municipal de Educação de São Luís – SEMED estiveram reunidos na Assembleia Legislativa, com o deputado Wellington do Curso e com o presidente da Comissão de Educação da OAB, Adelmano Benigno.

De acordo com Flávia Soraia Machado, excedente do concurso em vaga destinada à zona rural da cidade, do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, realizado em fevereiro de 2017, a principal reivindicação é que a Prefeitura de São Luís tenha celeridade na convocação de todos os aprovados, conforme divulgação feita final do ano passado, já que se tratou de cargos para serem ocupados com urgência. “Não está havendo transparência na divulgação do total de aprovados já convocados para assumirem os seus postos como professores e todos já deveriam sido chamados”, afirma.

Idealizador do Projeto De Olho nas Escolas, o deputado Wellington do Curso explicou que a Assembleia apoia a causa, pois há a necessidade de melhorar o sistema de ensino atual do município. De acordo com o parlamentar, a Assembleia irá somar esforços com a OAB para que seja realizada audiência pública ainda em janeiro visando à ocupação dos cargos de professores municipais pelos concursados aprovados em 2017.

“Recebemos essa solicitação dos professores e não poderíamos nos omitir. Conhecemos a realidade das escolas públicas e sabemos que falta sim professores suficientes para suprir a demanda. Ocorre que houve o concurso, há aprovados e, quase após um ano, ainda não foram nomeados como se não fosse uma necessidade. A questão já foi judicializada e continuaremos dando o apoio aos professores. Educação pública não é brincadeira. Se há aprovados, há a expectativa de nomeação”, disse Wellington.

Durante a reunião, o representante da OAB, Adelmano Benigno, frisou que há várias instâncias para que os concursados possam recorrer, antes que prescreva o certame, previsto para fevereiro de 2019.

Ficou definido que será realizado uma audiência com o Promotor de Educação, Drº Paulo Avelar na próxima semana e, também, audiência para tratar dos concursados que ainda não assumiram seus cargos prevista para ocorrer ainda em janeiro deste ano.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *