23 de abril de 2021

Praça Dom Pedro II é restaurada

 Praça Dom Pedro II é restaurada

(Foto: divulgação)

(Foto: divulgação)

Comemorando o aniversário de 406 anos de São Luís, a comunidade ludovisense teve mais um motivo para festejar. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Prefeitura Municipal entregaram, na noite de sexta-feira (07), totalmente restaurada, a Praça Dom Pedro II, um dos primeiros logradouros da cidade e um dos mais emblemáticos espaços para a memória e a história da capital maranhense, que é patrimônio cultural da humanidade. O ato de entrega da praça contou com as presenças da presidente do Iphan, Katia Bogéa, do prefeito Edivaldo e do superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary. A ação marca a ampla agenda de comemorações pelo aniversário dos 406 anos de cidade.

A obra teve como destaque a restauração da escultura Mãe d’Água Amazônica, que está de volta à praça após ser restaurada. A revitalização da praça integra um pacote de obras de mais de R$ 50 milhões que estão sendo executadas na área do Centro Histórico. O prefeito Edivaldo destacou o valor da obra para a preservação da memória e da história da cidade.

A recuperação dos passeios e canteiros, incluindo reparos na pavimentação em pedra portuguesa; os serviços de poda, remoção e plantio de espécimes vegetais; o refazimento de parte dos pisos cimentados e limpeza dos pisos; o acréscimo e a substituição de bancos e lixeiras; a reforma completa do chafariz, incluindo nova instalação de bombas, tubulações e iluminação são outros pontos relevantes da obra. Com a entrega da Praça Dom Pedro II, a população poderá usufruir novamente de um importante espaço público que é Patrimônio Cultural maranhense e referência em São Luís.

Situada na área escolhida por franceses, em 1612, para repouso, de acordo com o missionário Claude d’Abbevile, a primeira praça da futura cidade de São Luís, a praça começou a ganhar forma em 1821, após intervenções do Marechal Bernardo da Silveira Pinto de Fonseca. Em 1904, o largo constituiu-se em avenida, com a abertura de canteiros, passeios e alas, denominando-se Avenida Maranhense e, posteriormente, Avenida Dom Pedro II, onde fica a praça homônima.

É na Praça Dom Pedro II que estão as principais instituições administrativas: Palácio dos Leões (sede do Governo Estadual), Palácio La Ravardière (sede do Governo Municipal), Tribunal de Justiça do Estado e a Catedral Metropolitana. O espaço é, também, uma área de grande variedade estilística, edificações art nouveau, neoclássica e pombalina.

No início da década de 1950, a escultura da Mãe d’Água Amazônica foi instalada no local, que passou a ser identificado como Praça da Mãe d’Água. A escultura, premiada com a medalha de prata no Salão Nacional de Belas-Artes em 1940, foi a última obra do escultor maranhense Newton Sá, que faleceu no mesmo ano. Em 2005, a escultura foi retirada da praça e levada para o Museu Histórico e Artístico, onde foi restaurada, permanecendo até este ano.

0 Reviews