21 de abril de 2021

Operação fiscaliza venda de armas e munição no PA, MA e TO

 Operação fiscaliza venda de armas e munição no PA, MA e TO

(Foto: Divulgação/Exército)

(Foto: Divulgação/Exército)

Segue até amanhã (18) a operação Alta Pressão VII, que tem o objetivo de intensificar a fiscalização do comércio de armas de fogo e munições nos estados do Pará, Maranhão e norte do Tocantins. As ações ocorrem em todo o território nacional, e estão sendo realizadas pelo Comando Militar do Norte em conjunto com a Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A operação teve início na última segunda-feira (16), nos três estados.

A edição anterior da operação ocorreu em junho deste ano. Na ocasião, foram feitas 12 autuações, sendo apreendidas 36 armas de fogo, 6.850 munições, 3 quilos de pólvora, 835 estojos, 1.500 espoletas, cinco armas de pressão, uma luneta e uma mira laser. Ao todo, foram fiscalizados 27 estabelecimentos comerciais.

Alta Pressão VII

De acordo com o Exército, os alvos da Alta Pressão VII são pessoas físicas e jurídicas envolvidas com o comércio, o tráfego e a utilização de armas de fogo, munições e produtos correlatos. A prioridade nas fiscalizações são os estabelecimentos comerciais registrados no Exército e assim reduzir as oportunidades desses produtos pararem no comércio ilegal.

Ao todo, são 125 militares do Exército e 15 representantes dos órgãos de segurança trabalham na operação. Na área da Amazônia Oriental, as atividades estão concentradas em Imperatriz (MA) e cidades vizinhas, e em Marabá (PA), Santarém (PA), Altamira (PA) e Itaituba (PA), além de Araguaina (TO).

0 Reviews