31 de julho de 2021

Mesmo mal na Série C, Moto supera 7 equipes da Série B em média de público

 Mesmo mal na Série C, Moto supera 7 equipes da Série B em média de público
Moto empata com o CSA e entra na zona de rebaixamento da Série C

O Moto empatou em 1 a 1 com o CSA, neste sábado, no Estádio Castelão, caindo para a zona de rebaixamento, já que o Asa vence parcialmente o jogo contra o Fortaleza por 1 a 0. Se dentro de campo a campanha não é boa para o Rubro-Negro que ocupa agora a na nona colocação, nas arquibancadas a torcida não abandona o time maranhense.

Levando 3.009 pagantes ao Castelão durante sua campanha na Série C, o Papão alcançou a 39ª melhor média de público do Brasil no ano, superando, inclusive, seu arquirrival Sampaio Corrêa (2.461 torcedores/jogo). Além disso, o Moto supera 7 times da Segundona 2017 em média de público presente em suas partidas.

Décimo terceiro colocado no ranking de público da Série B, o Brasil de Pelotas possui média de 2.933 torcedores pagantes por partida. Criciúma (2.707), Londrina (2.414), América-MG (2.289), Luverdense (1.569), Oeste (923) e Boa Esporte (779) completam as sete equipes com médias piores que as do Rubro-Negro maranhense.

Levando em consideração as quatro divisões, o Corinthians lidera com folga o ranking. O time líder e invicto do Brasileirão com 44 pontos em 18 partidas leva, em média, 37.544 torcedores por partida. O segundo colocado é o Palmeiras, com 33.476 pagantes. Os rivais paulistanos são os únicos clubes do Brasil com média maior do que 30 mil torcedores em seus estádios.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *