3 de agosto de 2021

Mais de 20 homicídios já foram registrados este mês

 Mais de 20 homicídios já foram registrados este mês
Ilustração

No começo dessa semana, integrantes de facções criminosas instalaram o clima de medo e tensão mais uma vez na região metropolitana de São Luís.Tiroteios em vários pontos e troca de tiros com a polícia militar foram cometidos por criminosos.

Segundo dados da Secretaria de Segurança do Estado (SSP- MA), mais de 20 homicídios já foram registrados só este mês na capital maranhense.

Esta semana, dois casos de homicídios ganharam repercussão e chamaram bastante atenção. O primeiro ocorreu no último domingo (12), onde o cabo da PM Josélio, lotado no 9º Batalhão da Polícia Militar, e seu enteado Yuri de Paula Silva, conhecido como Chacal, foram mortos a tiros na Estrada da Maioba, em Paço do Lumiar.

O outro caso que chamou bastante atenção ocorreu na última terça-feira (14), Icaro Gabriel Ferreira da Silva (20 anos) foi morto no bairro Coroadinho. Ele era filho de um policial militar já aposentado.

De acordo com a polícia, essa onda de criminalidade e violência pode ter ligação com a morte do Chacal, ex-presidiário e líder de uma facção criminosa. “Aqui no Maranhão temos várias fações brigando por território (bocas de fumo). Por conta desse confronto temos vários homicídios. Esta semana esse confronto se agravou devido à morte do Chacal que causou uma onda de retaliações pelas facções rivais”, explicou o superintende da SEIC, Thiago Bardal.

Algumas áreas de São Luís são consideradas mais propícias para ataques de grupos criminosos, como a área Itaqui Bacanga. Com o aumento dos crimes cometido pelas facções, às forças policiais foram intensificadas e mais de 25 pessoas suspeitas de estarem envolvidas com organizações criminosas já foram presas nas últimas 72 horas.

Mensagens de ameaças

O aumento de mensagens com ameaças a população é outra preocupação da polícia. Na manhã dessa sexta-feira (17), a polícia prendeu cinco adolescentes entre 12 e 13 anos de idade suspeitos de retransmitir as mensagens de ameaças.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *