8 de maio de 2021

MAC se prepara para ir ao Paraná e manter a escrita de ‘Demolidor de Cartazes’

 MAC se prepara para ir ao Paraná e manter a escrita de ‘Demolidor de Cartazes’
(Foto: Reprodução)

Não há dúvidas de que a partida do último domingo (06), entre Maranhão Atlético Clube x Operário-PR, pelas quartas de final da Série D do Campeonato Brasileiro, foi para esquecer, pelo menos esse é o sentimento para a torcida do bode.

A equipe atleticana abriu o placar logo na primeira chegada ao ataque, e ali parecia que caminhava para fazer um resultado interessante e que lhe daria certa tranquilidade na partida de volta, porém não foi isso que aconteceu. Após o gol o MAC não se encontrou, errou bastante, criou pouco e viu o Operário dominar a partida, empatando e virando ainda na primeira etapa.

No segundo tempo o Maranhão voltou melhor, criando mais oportunidades, com maior posse bola e, de certa forma, até dominando as ações. Mas após uma bobeira na marcação, o Operário marcou o terceiro e deu números finais a partida.

Os pouco mais de 2.598 torcedores que estiveram presentes no Castelão empurraram o quadricolor até o final, mas o desempenho ruim da equipe culminou com uma derrota dolorosa, e que pode frustrar os sonhos do bode em subir de divisão.

Agora para conquistar o acesso, o MAC precisa vencer o fantasma fora de casa por uma diferença de três gols ou dois, desde que faça quatro ou mais gols na partida. Apesar da derrota em casa, o clima entre os jogadores e comissão técnica é de confiança.

O treinador Ruy Scarpino afirmou que acredita na força da equipe e que o Maranhão tem sim condições de voltar do Paraná classificado.  “Não está nada perdido. Do jeito que eles vieram aqui e ganharam da gente, nós temos condições de ir lá e buscar o resultado. Eu acredito sempre e não tenho dúvidas em relação a isso, pois a gente vem rompendo neste campeonato e eu não vejo ninguém na competição jogando um futebol brilhante que possa encher os olhos de alguém. Então temos que acreditar nisso aí para ter a possibilidade de ir lá e classificar. Vamos erguer a cabeça, manter a firmeza e trabalhar para ir buscar o resultado fora.” – disse Rui Scarpino.

Ao torcedor, resta acreditar, se agarrar a um passado de glórias e torcer para que este elenco mantenha a escrita de que o Bode Gregório é o demolidor de cartazes, título este que recebeu na década de 70 após boa campanha no Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o MAC terminou a competição a frente de clubes tradicionais como Fluminense, Bahia e Botafogo.

O jogo de volta entre Maranhão e Operário-PR está marcado para na segunda-feira (14), às 21h, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grosa (PR).

 

Texto: Rafael Barros

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *