15 de junho de 2021

Lucas Porto faz exame de sanidade mental em SL

 Lucas Porto faz exame de sanidade mental em SL

O empresário Lucas Leite Ribeiro Porto, de 33 anos, foi submetido ontem a exame de avaliação mental no Hospital Nina Rodrigues, no Monte Castelo, por determinação judicial, para saber se sofre de problemas mentais. O resultado desse exame está previsto para ser divulgado daqui a 60 dias. Porto é acusado de ter assassinado e estuprado a sua ex-cunhada, a publicitária Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, fato ocorrido no dia 13 de novembro de 2016, no interior do apartamento da vítima, no bairro do Turu.

A ordem para o exame de avaliação mental foi assinada pelo juiz titular da 4ª Vara do Tribunal do Júri, José Ribamar Goulart Heluy Júnior, atendendo solicitação da defesa do acusado, e encaminhado ao Nina Rodrigues, que é considerado um hospital especializado no atendimento a transtornos de saúde mental.

Na manhã de ontem, Porto, acompanhando por um assistente técnico, que foi indicado pelos seus advogados, e por representantes do Ministério Público, foi submetido a essa avaliação médica e o resultado vai ser encaminhado ao Poder Judiciário.

Na saída da unidade de saúde, a irmã da vítima, Juliana Costa, foi agredida fisicamente pelo irmão do acusado, Mateus Porto, ao tentar fotografar Lucas Porto. Há informações de que Juliana Costa compareceu a uma delegacia da capital onde registrou um boletim de ocorrência.

Entenda o caso

No dia 18 de maio deste ano, o juiz José Ribamar Júnior, durante a segunda audiência de instrução, acatou o pedido dos advogados de defesa para que Lucas Porto fosse submetido a uma avaliação psiquiátrica em um hospital publico da capital.

Nessa audiência, Lucas Porto não foi ouvido pelo magistrado, já que os advogados de defesa alegaram que o seu cliente estaria constrangido devido estar com a cabeça raspada. Nessa ocasião foi ouvida a testemunhas de defesa, Flávia Raquel Costa, de 29 anos, que trabalhou por um período de 4 anos e 8 meses na residência do acusado. Ela, inclusive, contestou a inclusão do seu nome.

O pedido da realização de avaliação mental de Lucas Porto foi enviado primeiramente à Central de Mandados do Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau, e, posteriormente encaminhado a direção do Nina Rodrigues.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *