20 de junho de 2021

Justiça bloqueia bens de ex-prefeita de Bom Jardim

 Justiça bloqueia bens de ex-prefeita de Bom Jardim

A justiça determinou a indisponibilidade dos bens da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, até o limite de R$ 5 milhões. Essa decisão faz parte do conjunto de ações contra a ex-gestores que foram impetradas pelo Ministério Público Estadual (MP). Em 2017, até o mês de agosto, o órgão já acionou quatro vezes a ex-prefeita.

Além de Lidiane Leite, a decisão que é em caráter liminar, atinge os bens do ex-secretário de Articulação Política, Humberto Dantas dos Santos (conhecido como Beto Rocha) e dos empresários Lindoracy Bezerra Costa e Jonas da Silva Araújo.

Também foi decretada a indisponibilidade dos bens das empresas Lindoracy Bezerra Costa – ME e J da S Araújo Comércio – ME; do ex-pregoeiro municipal Marcos Fae Ferreira França e do fazendeiro José Raimundo dos Santos.

A decisão, proferida pelo juiz Raphael Leite Guedes, é resultado da Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa, ajuizada, em 4 de agosto, pelo promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira.

Segundo o MP, houve fraude em licitação nos contratos com valores de R$ 670.476,40 e R$ 1.094.662,80, firmados com as empresas empresas Lindoracy Bezerra Costa – ME e J da S Araújo Comércio – ME.

Para o Ministério Público, os procedimentos licitatórios foram parte de um esquema montado pelo ex-secretário de Articulação Política, Beto Rocha, para fraudar licitações. O conchavo tinha a anuência da ex-prefeita Lidiane Leite, cuja campanha havia sido lançada por Rocha.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *