27 de julho de 2021

Implantação de sistema informatizado dá celeridade ao trabalho do Centro de Apoio Operacional Criminal

 Implantação de sistema informatizado dá celeridade ao trabalho do Centro de Apoio Operacional Criminal

Cláudio Cabral apresentando relatório sobre implantação de sistema informatizado (Foto: CCOM-MPMA)

Cláudio Cabral apresentando relatório sobre implantação de sistema informatizado (Foto: CCOM-MPMA)

Durante reunião, realizada nesta quinta-feira (10), na sede da Procuradoria Geral de Justiça, o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal (CAOp Criminal), José Cláudio Cabral Marques, falou sobre as melhorias obtidas pelo CAOp no último ano e sistemas que estão sendo implantados para aumentar a eficiência do trabalho desenvolvido pela instituição.

Participaram do encontro, além do procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, os diretores da Secretaria para Assuntos Institucionais, Marco Antônio Santos Amorim, e de Planejamento e Gestão, Raimundo Nonato Leite Filho.

De acordo com o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, há um investimento contínuo no fortalecimento dos Centros de Apoio, tanto na parte estrutural quanto no quadro de pessoal. “O antigo prédio da sede da PGJ foi adaptado para receber os CAOPs, que é formado por uma equipe de pessoal necessária para o desenvolvimento dos trabalhos. Tudo como parte do nosso planejamento estratégico, que está em fase de execução”, afirmou o Luiz Gonzaga Martins Coelho.

Na oportunidade, o coordenador do CAOP Criminal reconheceu o empenho da Administração Superior em proporcionar as condições para o pleno funcionamento dos Centros de Apoio.

Sistemas

O Ipol, foi um dos sistemas apresentados e tem como objetivo facilitar e dar maior eficiência ao trabalho de controle externo e inspeções de dos inquéritos policiais, otimizando o processo de pesquisa e de retorno de informações. Além disso, passa-se a utilizar um banco de dados informatizados em substituição a planilhas convencionais e possibilidade de geração de relatórios detalhados.

O Sistema está em fase final de desenvolvimento e será apresentado a todos os promotores de justiça durante o Workshop da Monitoração Eletrônica de Presos de Justiça, que acontece no próximo dia 21, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça. Na ocasião, será lançado o sistema de monitoramento de presos por meio de tornozeleira eletrônica.

Sobre os sistemas em desenvolvimento, Claudio Cabral falou sobre o Webservice, que é um sistema que permitirá a interoperacionalização dos sistemas de diversos órgãos como Ministério Público, Poder Judiciário, Secretaria de Segurança Pública e Secretaria de Administração Penitenciária.

Outro sistema importante, e que deverá estar implementado até novembro deste ano, é o de Georeferenciamento. Com ele, será possível a realização de um mapeamento completo de crimes ocorridos na ilha de São Luís. O sistema também será acessado pelos diversos órgãos ligados à segurança pública e sistema de justiça.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *