10 de agosto de 2020

Greve interrompe volta às aulas em São Luís

 Greve interrompe volta às aulas em São Luís

Foto: Sindeducação

Foto: Sindeducação

Os alunos da rede municipal de ensino de São Luís ficaram sem aula no primeiro dia letivo após as férias do meio. O motivo é que os professores decidiram não retornar aos trabalhos, declarando greve geral porque a Prefeitura não teria cumprido acordo firmado com o Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Municipal de São Luís (Sindeducação).

Em uma assembléia realizada em 27 de maio, ficou decidido que a Prefeitura teria até esta terça-feira (1º) para avançar nas negociações da campanha salarial de 2017, caso contrário a classe iria entrar em greve. De acordo com o Sindeducação, esta é a primeira vez em cerca de 10 anos que a Prefeitura de São Luís não sinaliza com reajuste salarial.

A Secretaria Municipal de Educação (SEMED) declarou que concedeu reajuste de 39,08% para os professores da rede municipal, no acumulado dos últimos quatro anos de gestão. Além da implantação de mais de 12 mil direitos estatutários para a categoria, entre eles, titulações e gratificações, como parte da política de valorização dos profissionais do magistério.

Ainda segundo a SEMED, a Prefeitura mantém em dia os vencimentos não só dos professores da rede municipal, mas de todo o funcionalismo público municipal.

Os pais e estudantes acompanharão o desenrolar dessa história em casa, porque a greve geral do professores começou hoje.

Digiqole ad

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *