8 de maio de 2021

Fila dupla vira ‘ponto’ de passageiro para Uber

 Fila dupla vira ‘ponto’ de passageiro para Uber
Desrespeito vira rotina para motoristas do Uber (Foto: Arquivo/Rádio Noticia Maranhão)

Quase todos os dias é a mesma coisa, logo ao anoitecer, em frente ao Shopping da Ilha, na Cohama: motoristas parceiros da Uber e demais aplicativos estacionam em fila dupla em espaços que deveriam ser apenas ponto de taxi ou de coletivos. Além das infrações de trânsito, a situação causa transtornos e indignação, colocando em risco a vida dos condutores que trafegam pela Avenida Daniel De Latouche e de passageiros que querem embarcar ou desembarcar em uma das vias mais movimentadas de São Luís.

A reportagem do RNM – Rádio Notícia Maranhão recebeu a denúncia e foi conferir. Bastou ficar pouco tempo pra ver que alguns motoristas de aplicativo não respeitam as normas e agem sem se incomodar com a parada irregular, talvez pelo fato de não haver nenhuma fiscalização por agentes da SMTT (Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte), provavelmente pelo horário.

A fila de veículos de aplicativo que conecta motoristas particulares a passageiros fica ao lado direito da pista da avenida em direção ao Ipase, ocupando uma faixa onde não deveriam ficar, pois ultrapassa o espaço reservado aos coletivos que fazem linhas regulares dentro da cidade.

‘Ponto’ ilegal usado por motoristas do Uber coloca em risco pedestres e condutores (Foto: Arquivo/Rádio Noticia Maranhão)

O fluxo de veículos estacionados em frente ao Shopping, segundo os consumidores, provoca um grande congestionamento, forçando os ônibus pararem distantes do local permitido. “Além do estacionamento irregular em fila dupla, a manobra de alguns destes motoristas as vezes é perigosa, pois o fluxo de carros é grande”, denunciou um cliente.

Alguns rodoviários que conversaram com a nossa equipe também dizem que este é um dos principais problemas que enfrentam, pois são obrigados a embarcar ou desembarcar passageiros distante das calçadas pela falta de espaço para parar os ônibus.

Em frente ao empreendimento, existe um ponto de táxi, mas o RNM constatou um movimento grande de usuários que pedem carros por aplicativo e se dirigem aos veículos parados em fila dupla.

O Uber opera desde fevereiro de 2017 na cidade sem poder ser fiscalizado pela Prefeitura em razão de uma liminar que suspendeu os efeitos da lei 429/2016 que tornava ilegal o serviço na capital. A liminar também beneficiou as empresas 99 Pop e Cabify que também operam na cidade.

‘Ponto ilegal’ força ônibus pararem distantes do local permitido (Foto: Arquivo/Rádio Noticia Maranhão)

Os congestionamentos no local são maiores em horários de pico. No acesso ao centro comercial, o trânsito fica mais intenso. Ao chegar próximo à entrada do shopping é possível ver um longo estacionamento em fila-dupla, com duas das quatro faixas sendo ocupadas por veículos que fazem embarque e desembarque.

OUTRO LADO
O RNM abordou os motoristas em situação irregular no ‘ponto’ ilegal de passageiros, mas eles não quiserem dar entrevista. A reportagem encontrou em contato com a assessoria de comunicação do Shopping da Ilha, mas fomos comunicados apenas que esse era um assunto de responsabilidade da SMTT.

A equipe do portal também procurou a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte, mas até a publicação desta matéria, o órgão não havia se manifestado sobre o assunto.

Os congestionamentos no local são maiores em horários de pico. (Foto: Arquivo/Rádio Noticia Maranhão)

O QUE DIZ A LEI?
Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, estacionar ao lado de outro veículo em fila dupla é uma infração grave com previsão de multa de R$ 127,69, mais cinco pontos na CNH e remoção do veículo.

OUTRA INFRAÇÃO
Motoristas parceiros da Uber ou quaisquer outros profissionais que utilizem aplicativos de smartphones para obter clientes podem ser multados por cometimento de infração gravíssima no trânsito. A punição mais rigorosa está embasada na lei 13.281, sancionada em 2016 pela então presidente Dilma Rousseff.

Deixar o aparelho fixado no pára-brisa do veículo e utilizar os mapas para navegação, por exemplo, não há problema. A lei proíbe é que o motorista divida a atenção entre o tráfego e o aparelho.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *