31 de julho de 2021

Exposições compõem a programação da 11ª FeliS

 Exposições compõem a programação da 11ª FeliS
(Foto: Divulgação)

O segundo dia de Feira do Livro reuniu um grande público para celebrar o mundo literário. Este ano o evento traz a tona discussões sobre “Maria Firmina dos Reis e a Literatura Feminina”. A programação deste domingo (12) conta com Exposições e entretenimentos das Secretarias de Estado da Juventude, Igualdade Racial e da Mulher, no Auditório 1 (Raimunda Pereira) – Casa do Maranhão. O Café Literário, no Odylo Costa, filho, recebe das 14h às 16h a programação da Fundação da Criança e do Adolescente – FUNAC, com o Sarau Florescer – Centro de Juventude Florescer (Unidade feminina da Funac) e Poesia (Centro de Internação Masculina de São Luís).

Ainda no Café Literário acontece o Sarau musical ‘Brilhando no café: Maria Firmina em verso e prosa’, da Escola de Música Lilah Lisboa, e a roda de conversa ‘Mulher no Espaço de Poder’, com Laurinda Pinto, Socorro Guterres e Mundinha Araújo, e mediação de Adriana Amarante (SSP).

O Espaço Viriato Corrêa, na Casa do Maranhão, recebe programação infantil da Biblioteca Pública Benedito Leite, a partir das 13h, com exposição de livros e roda de leitura, contações de história do Sítio do Pica Pau Amarelo, Hora do Conto – Sua Alteza a Divinha (Ângela Lago), Lendo as lendas na FELIS, Hora do Conto ‘Dona Baratinha’, por Ana Maria Machado, e ‘Meu Amigo Down na rua’, por Cláudia Werneck. Às 18h o Espaço conversa com a escritora Márcia Evelin (PI). Também com programação infantil, o Espaço Criança Sesc/Semed de Leituras, na Praça da Casa do Maranhão, tem atividades das 10h às 20h, entre elas contação de histórias, música, dramatizações, dança, pintura de rosto, oficinas, dobraduras, apresentações de projetos das escolas públicas municipais de São Luís, apresentações artísticas, brincadeiras e jogos educativos.

Na Casa do Escritor Maranhense (Cine Praia Grande), tem lançamento de livros a partir das 16h. Neste domingo (12) serão lançadas as obras: “Maria Firmina em Cordel”, de Raimunda Pinheiro de Souza Frazão, “A lenda da carruagem encantada de Ana Jansen”, de Beto Nicácio, “O vale das Trutas”, de Sanatiel Pereira, “Politicotopia”, de Aleluia Leonardo de Melo, e “Balaiada – A Guerra do Maranhão – 2ª edição”, de Iramir Alves Araújo. Já o Anfiteatro Beto Bittencourt é palco de atração cultural a partir das 20h.

Exposições

Um dos atrativos da programação da 11ª FeliS é as exposições instaladas no Odylo Costa, filho. No hall de entrada a mostra “Maria Firmina dos Reis, uma maranhense” reúne cópias de documentos e livros da patrona, em edições diversas, e livros de autores que falam sobre ela, como é o caso de Nascimento Moraes Filho, escritor de “Maria Firmina – fragmentos de uma vida”. O pesquisador conversou com pessoas da família dela no município de Guimarães, e a partir dos relatos encontrados fez um retrato falado de Maria Firmina, pois não havia registros fotográficos sobre ela.

Ainda no Odylo, mais uma exposição abrilhanta a 11ª FeliS, localizada na Galeria Valdelino Cécio, a mostra fotográfica é realizada em alusão ao centenário de Josué Montello, idealizada pelo professor da UFMA Edwilson Araújo e com fotografias da professora Marizelia Ribeiro. A diretora da Casa de Cultura Josué Montello, Joseane Souza, explicou a motivação para retratar a obra “Cais da Sagração”.

Além desta exposições, a Fundação da Criança e do Adolescente – FUNAC está com um espaço montado na Casa do Maranhão expondo artesanato das unidades de medidas socioeducativas Eldorado, Florescer e Aurora.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *