27 de julho de 2021

Enquete aponta renovação acima de 50% na Assembleia

 Enquete aponta renovação acima de 50% na Assembleia
Plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão (Foto: Aurina Carneiro / Agência Assembleia)

Em cerca de nove meses, será dada, oficialmente, a largada para as eleições de 2018, com o início das campanhas. O circuito, contudo, começa a se afunilar desde já, a partir do lançamento das pré-candidaturas. Quando o assunto é Assembleia Legislativa, a disputa fica mais acirrada, devido à disponibilidade de 42 vagas. E o eleitor maranhense já começou a escolher os favoritos, conforme mostra enquete com mais de 80 postulantes, realizada com exclusividade pelo Portal RNM (radionoticiamaranhao.com.br).

A consulta, que foi ao ar entre os dias 31 de outubro e 10 de novembro, contou com 9.075 mil votos e apurou o potencial de algumas lideranças estaduais – sobretudo os mais jovens, ou postulantes a cargos que nunca disputaram – que podem estar na disputa do ano que vem.

O presidente do Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (PROCON/MA), Duarte Júnior, terminou a enquete com 18%, equivalente a 1.598 votos.

Em segundo lugar, ficou o secretário Municipal de Agricultura, Pesca de Abastecimento de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), com 17% (1.578 votos).

O deputado estadual Wellington do Curso (PP), ocupa o terceiro lugar com 12%, equivalente a 1.094 votos. Ele é seguido de perto pelo vereador de São Luís, Antônio Marcos Silva, o Marquinhos (DEM), com 11% (ou 1.001 votos).

Dos nomes que constam na lista, apenas o deputado Max Barros (PRP) não recebeu nenhum voto. O deputado Stenio Rezende (DEM) e o ex-vereador de São Luís, Bispo Paulo Luiz (PRB), receberam apenas 1 voto, cada. Os três aparecem com 0%.

Outro dado bastante interessante apontado na intenção de voto é a possibilidade de renovação de mais da metade da bancada da Assembleia Legislativa na próxima legislatura. Formada por 42 parlamentares, a Casa seria composta por 23 deputados eleitos e 19 reeleitos, conforme revela os números abaixo da enquete.

Duarte Júnior vence enquete do radionoticiamaranhao.com.br (Foto: Karlos Geromy)

“JOGO EM QUALQUER POSIÇÃO”

A frente do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) desde 2015, o advogado Duarte Júnior é uma das peças fundamentais do governo Flávio Dino (PCdoB). Isso porque as ações de fiscalização do PROCON-MA, junto às empresas, impactam diretamente na vida do cidadão maranhense. A reportagem do RNM entrou em contato com o advogado para comentar o resultado da enquete, mas não conseguimos lograr êxito. No entanto, numa recente entrevista ao jornal O Imparcial, quando foi questionado se poderia se candidatar na eleição de 2018, ele respondeu dizendo que “joga em qualquer posição”.

“2018 é um ano de muitos desafios. Eu faço parte de um grupo liderado pelo governador Flávio Dino. E eu me sinto como um jogador apto a jogar em qualquer posição. Se for pra ocupar a presidência do Procon, vou ocupar com todo amor que eu demonstro através das minhas ações. Se for pra ir pra outra secretaria, também estou disposto e tenho condições de atender. E se for pra ir para esse desafio no Legislativo, também estou à disposição pra melhor servir o cidadão maranhense “, declarou.

Ivaldo Rodrigues atribui votação surpreendente em enquete ao trabalho que desenvolve na Semapa (Foto: Divulgação)

“MINHA POSIÇÃO ESTÁ COM O PARTIDO”

Nomeado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) para assumir a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Ivaldo Rodrigues – atualmente licenciado do mandato de vereador – disse nesta sexta-feira (17), que ficou surpreso com o resultado da enquete, mas afirmou que sua posição em disputar uma vaga na Assembleia Legislativa em 2018 vai depender de seu partido.

“Minha posição está com o partido. Sou um pragmático leal a este programa que o partido tem. E o que for definido sigo em frente “, disse Ivaldo, atribuindo o resultado da enquete ao papel que desempenha na pasta. “Sim, acredito que o reflexo das nossas ações à frente da Semapa contribuiu com o resultado final da enquete “, completou.

Vereador Marquinhos agradece votação para Assembleia, mas disse que sonha mesmo é com o Senado (Foto: Divulgação)

“SONHO COM A PERIFERIA NO SENADO”

O vereador de São Luís, Antônio Marcos Silva, o Marquinhos (DEM), agradeceu os eleitores pelos votos e a lembrança pela indicação entre os postulantes a uma vaga na Assembleia, mas afirmou que o Poder Legislativo Estadual não é sua meta, em 2018.

O parlamentar que se intitula de a ‘voz das comunidades’ na Câmara de São Luís, garante que continua com o sonho de levar um cidadão da periferia para o Senador Federal.

“É muito gratificante ser lembrado numa enquete ou pesquisa com mais de oitenta nomes. Por isso sou grato pela lembrança e pelos votos que recebi, mas a Assembleia Legislativa não é minha meta. Em 2018, vou pretendo continuar meu sonho de levar um cidadão da periferia ao Senado Federal. A população precisa eleger um senador que sabe o que é a pobreza de fato, que andou de ônibus, que já precisou do SUS. Eu sei o que isso, eu sou oriundo das massas e sei o que eles sofrem no dia a dia”, afirmou.

O QUE SÃO ENQUETES?

Enquetes diferenciam-se de pesquisas tanto pela metodologia utilizada quanto pelos objetivos, embora ambos exijam planejamento cuidadoso e seleção de instrumentos adequados para que se torne possível gerar resultados analisáveis e conclusivos.

A enquete é uma sondagem com pouco rigor metodológico, já que não há segmentação dos entrevistados por faixas da população e a média das opiniões reflete o parecer somente daqueles que responderam as questões. Na enquete, o contexto influencia a informação sobre conteúdos.

De acordo com Vinicius Sousa, diretor de Tecnologia da Informação da SITW, empresa responsável pelo gerenciamento do sistema do portal RNM (radionoticiamaranhao.com.br), a enquete foi restrita a um IP – número que identifica um dispositivo de rede (ou Internet) para dar mais segurança e credibilidade às votações.

“A enquete foi lançada num processo dinâmico com total segurança e credibilidade. Os votos foram restritos a um IP que permitia apenas um voto por dispositivo de rede, impedindo que uma mesma pessoa, pudesse realizar várias votações usando um mesmo dispositivo”, comenta Vinicius.

Segundo a Lei nº 9.504/97 (Lei das Eleições), as enquetes relacionadas ao processo eleitoral são permitidas somente até o período das convenções partidárias. Após esse período, conforme o artigo 33, §5º da legislação, já durante a campanha eleitoral, a sua realização fica proibida.

CONFIRA ABAIXO OS NÚMEROS:

Enquete do Rádio Notícia Maranhão movimentou os bastidores da política por dez dias (Foto: Arte SITW)

RESULTADO COMPLETO AQUI

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *