8 de maio de 2021

Duas pessoas foram presas por furto de energia no Calhau

 Duas pessoas foram presas por furto de energia no Calhau

A Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) deu início a mais uma etapa da Operação ‘Caça Gato’, que tem como objetivo combater o furto de energia, em São Luís.

A operação foi realizada logo no início da manhã desta quinta-feira (28), por volta das seis horas da manhã no condomínio Grand Park, localizado no bairro Calhau, e prendeu em flagrante Rômulo Santos Ribeiro e Adegildo de Lima Varão.

Segundo o delegado responsável pela operação, Paulo Roberto de Carvalho, as prisões ocorreram após vistorias feitas pelo por técnicos do setor de fiscalização de energia elétrica da Companhia Energética do Maranhão (Cemar) e perito do Instituto de Criminalística (ICRIM), e constatarem que havia dois fios de energia ligados a corrente elétrica irregularmente nos apartamentos e que os imóveis estavam com o fornecimento de energia regular mesmo após a interrupção feita por técnicos da Cemar.  

Os indivíduos foram autuados em flagrante, mediante fraude, e conduzidos à sede da Seic, no Bairro de Fátima.

Furto de energia

O furto energia é um considerado um crime afiançável, porém que comete este tipo de crime pode ser enquadrado em dois artigos do Código Penal Brasileiro: o primeiro é o art. 155 (furto), parágrafo 3º, que tem como pena prevista 1 a 4 anos de reclusão e multa, e o segundo é o art. 265, que trata de atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública e prevê pena de reclusão de 1 a 5 anos, além de multa.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *