27 de julho de 2021

Cresce o número de municípios com vocação turística no MA

 Cresce o número de municípios com vocação turística no MA
Lagoa do Cassó na cidade de Primeira Cruz (Foto: Divulgação/Agência Assembleia)

O Maranhão possui 53 municípios no mapa do turismo. Em comparação ao ano passado, foram incluídos 16 municípios e excluídos nove, distribuídas em 10 pólos.

Os novos municípios inclusos no mapa são: Formosa da Serra Negra, Balsas, Fortaleza dos Nogueiras, Itinga do Maranhão, Montes Altos, Igarapé Grande, São João do Sóter, Chapadinha, Vargem Grande, Primeira Cruz, Porto Rico do Maranhão, Bequimão, Cajapió, Cantanhede, Pinheiro e Centro Novo do Maranhão.

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região. O mapa do turismo funciona como um instrumento que destaca municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e orientador para a criação de políticas públicas.

As ações para a atualização do mapa, seguindo das diretrizes do Ministério do Turismo (MTur), foram executadas pela equipe de Regionalização da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), de abril até julho de 2017.

O próximo passo é mobilizar os municípios dos 10 pólos para que ativem ou reativem suas instâncias de governança do setor turístico. Essas instâncias fazem, principalmente, o alinhamento entre o poder público e iniciativa privada, como os conselhos de turismo.

Periodicidade

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTur e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *