18 de setembro de 2020

Começa segunda-feira vacinação contra Influenza/H1N1

 Começa segunda-feira vacinação contra Influenza/H1N1
Gestão do prefeito Edivaldo prepara rede de saúde para campanha de vacinação contra gripe. – Foto Reprodução

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) se prepara para dar início, na segunda-feira (23), à primeira fase da campanha nacional de vacinação contra Influenza, que protege contra três vírus da gripe, incluindo o H1N1. A primeira fase da campanha se estende até o dia 22 de abril e é destinada a crianças a partir de 6 meses de vida a menores de 6 anos de idade, idosos a partir de 60 anos e todos os profissionais de saúde. As vacinas já estão nos postos e os técnicos e profissionais da rede municipal de saúde receberam treinamento e estão sendo imunizados. A ação integra a política de saúde preventiva implantada pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior e tem como objetivo reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrente das infecções pelo vírus influenza.

“Estamos com profissionais e salas nas unidades de saúde preparadas para vacinação. É importante destacar que a vacina é uma arma eficaz contra a gripe então, todos os que estão convocados, público-alvo, devem se imunizar”, ressaltou o prefeito Edivaldo enfatizando que a vacina estará disponível em 68 salas de vacinação em São Luís. Nas unidades de saúde municipais que tiveram, recentemente, o horário de funcionamento estendido, passando a funcionar, nos dias uteis de segunda a sexta-feira das 7h às 18h e aos sábados de 7h ao meio-dia, a vacina estará disponível até o fechamento da unidade.

O secretário de Saúde Lula Fylho, destacou que a campanha de vacinação contra a gripe, “é uma medida combativa da influenza. Isso nos ajudará a evitar possíveis doenças e agravos que estas possam trazer”, preveniu.

Em São Luís, serão disponibilizadas 68 salas de vacinação distribuídas nas unidades de saúde do município, a exemplo do Centro de Saúde Paulo Ramos (Centro) e do Centro de Saúde do Bairro de Fátima, assim como também nas Unidades Mistas de Saúde e outros postos em bairros da capital.

As 12 unidades de saúde que funcionam com horário estendido – sendo aos sábados de 7h ao meio-dia. e de segunda a sexta das 7h às 18h – também estarão vacinando. Atualmente estão com atendimento estendido o Centro de Saúde Clodomir Pinheiro Costa (no Anjo da Guarda), Centro de Saúde São Raimundo, Unidade de Saúde da Família do São Francisco, Centro de Saúde Cohab Anil, Unidade Básica de Saúde Cintra (Anil), Centro de Saúde Santa Bárbara, Centro de Saúde Turu, Centro de Saúde Vila Nova, Centro de Saúde Fabiciana Moraes (Habitar Nice Lobão), Centro de Saúde Genésio Ramos Filho (Cohab), Centro de Saúde Dr. Antônio Carlos Sousa Reis (Cidade Olímpica I) e Centro de Saúde Vila Bacanga (em breve).

O Ministério da Saúde (MS) entregou inicialmente 85 mil doses da vacina e até sexta-feira (20), serão distribuídos cerca de 54 mil doses para as unidades de saúde. A estimativa é de que a Coordenação de Imunização da Semus receba cerca de 290 mil doses de vacina no decorrer da campanha.

“A vacinação contra gripe irá prevenir a aparição da influenza H1N1, além de combater a H3N2, que é um dos subtipos do vírus influenza A, e a influenza tipo B. Por essa razão, é muito importante que os grupos comparecem às fases da campanha e recebem a vacina”, lembrou a Coordenadora de Imunização da Semus, Charlene Luso.

Foto Reprodução

PÚBLICO-ALVO

Durante a campanha, a meta é vacinar pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários. Após a primeira fase, será iniciada a segunda, a partir do dia 16 de abril e é destinada a professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e doentes crônicos não transmissíveis, comorbidades e outras condições clínicas especiais.

A terceira fase ocorrerá a partir do dia 9 de maio e contemplará adultos de 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (mulheres em fase de pós-parto), pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estiverem sob medidas socioeducativas.

ATENDIMENTO DOMICILIAR

Foto Reprodução

A Prefeitura de São Luís vai realizar, ainda, a vacinação de pessoas consideradas acamadas, ou seja, que tenham visível restrição de locomoção ou impossibilidade de se deslocarem até às unidades de saúde. A imunização será feita por equipes do setor específico da Semus, que irão até as residências ou os imóveis de moradia dos pacientes.

Para ter acesso ao serviço, basta o usuário entrar em contato previamente pelo telefone (98) 99135-9332 (do setor de Imunização). O horário de atendimento por telefone será das 8h às 11h e das 14h às 16h, de segunda a quinta-feira. E das 8h às 11h nas sextas-feiras.

Assim que for marcada a visita da equipe técnica da imunização, o paciente ou responsável legal deve aguardar por até 24 horas. Por ora, as visitas não acontecerão em feriados ou fins de semana. O serviço permanecerá disponível preliminarmente até o fim da campanha, prevista para encerrar, de acordo com o Ministério da Saúde, no dia 22 de maio deste ano.

Digiqole ad

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *