20 de junho de 2021

Casas do Residencial do Rio das Bicas II são entregues a 21 famílias

 Casas do Residencial do Rio das Bicas II são entregues a 21 famílias
(Foto: A. Baeta/ Agência Notícia)

As unidades habitacionais foram entregues nessa quinta-feira (21) pela Prefeitura de São Luís. A entrega das chaves e do Termo de Concessão Especial para Fins de Moradia, documento que permite a expedição do título definitivo do imóvel, foi realizada a 21 famílias que foram beneficiadas com as unidades habitacionais do Residencial Rio das Bicas II, área prioritária de reassentamento do Polo Coroadinho.

O Polo Coroadinho, um dos mais populosos da capital, vem recebendo, nos últimos anos, uma série de obras e serviços implantados pela Prefeitura de São Luís. Na gestão do prefeito Edivaldo a área foi alvo do maior programa de urbanização desde seu surgimento, há 40 anos. Estas ações beneficiaram mais de 50 mil pessoas.

Com a entrega das casas, a Prefeitura conclui o projeto de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga. “As pessoas que estão morando nestas casas, antes estavam em palafitas. Estamos entregando estas residências e dando dignidade à população. O Polo Coroadinho tem recebido um volume de investimento muito alto do poder público municipal na nossa gestão”, destacou o prefeito Edivaldo.

Além da entrega das unidades habitacionais, uma série de obras já foram feitas pela Prefeitura no local, como a reforma da Unidade Mista de Saúde, asfaltamento de ruas e avenidas, regularização de títulos de terras, construção de espaços de lazer, do Centro de Referências de Assistência Social (Cras), dentre outros serviços que visam dar mais qualidade de vida à população.

O projeto de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga foi coordenado e executado pela Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe) com o financiado do Banco Mundial.

Os beneficiados com as novas unidades habitacionais só tem a comemorar, como é o caso de Jeilson José Alves Pereira, ex-morador da Rua da União. “As casas ficaram muito boas. O ambiente todo é muito bom. Agora é comemorar a conquista ao lado da mulher e filha”, comentou.

(Foto: A. Baeta/Agência Notícias)

“Estou muito feliz. Vamos iniciar uma nova fase em nossas vidas aqui. Vivíamos literalmente na lama e amedrontados pelas chuvas que alagavam tudo. Além disso, as casas são lindas”, disse a dona de casa Vilma Maria Rosa dos Santos, 39 anos, contemplada com a unidade de número 1 do Residencial Rio das Bicas. A dona de casa Maria Vitória Pereira, 51, também contemplada com uma das moradias está agradecida.

As casas foram construídas em alvenaria, com modelos diferentes que variam entre 42 e 57 m². As habitações estão divididas em sala, dois quartos, cozinha, banheiro e quintal. Duas casas – em que, antes do reassentamento, eram realizadas atividades comerciais – receberam um espaço adaptado para comércio.

O projeto da Bacia do Bacanga tem viés urbanístico, socioambiental e econômico institucional. Contempla ações tanto na região da margem direita do rio, que envolve Coroadinho, Coroado e Sacavem; quanto na margem esquerda, que agrega Piancó, Sá Viana, Vila Embratel, entre outros.

BACIA DO BACANGA

As obras do Canal Rio das Bicas estão entre as de grande impacto na população local promovidas pela Prefeitura no Coroadinho. A área foi toda urbanizada pela Prefeitura para a construção do Residencial Rio das Bicas I, composto de 12 casas; e agora, o Residencial Rio das Bicas II. O trecho recebeu serviços de drenagem profunda com galerias tubulares de concreto armado e microdrenagem que, dando fim às inundações e, consequentemente, ao acúmulo de dejetos no período chuvoso, vai facilitar o escoamento da água das chuvas.

Na margem direita da bacia do Bacanga foram executadas as obras do Parque Urbano do Rio das Bicas, constituída de cinco praças situadas ao longo do Canal do Rio das Bicas, nos bairros do Coroadinho e Salinas do Sacavém. As praças contém playground, academia aberta, quadra de esportes, mesa de jogos, paisagismo nos espaços de lazer e recreação e pavimentação das ruas nos entornos.

Foram pavimentadas mais 30 quilômetros de 280 ruas, beneficiando mais de 50 mil moradores. Na lista de serviços ainda pavimentação asfáltica e com bloquetes, além das obras de drenagem superficial com implantação de meio-fio, calçada e sarjeta. Algumas ações recebem ajustes para recuperar desgastes fruto do tempo.

 

A região também recebeu obras do programa Mais Asfalto, em parceria Prefeitura e Governo do Estado, com a requalificação de cerca de sete quilômetros de vias e também melhoria da iluminação pública. Os trabalhos foram coordenados pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) beneficiando todos os 32 bairros do polo.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *