15 de junho de 2021

‘Bingo – O Rei das Manhãs’ é escolhido para representar o Brasil no Oscar

 ‘Bingo – O Rei das Manhãs’ é escolhido para representar o Brasil no Oscar
Bingo – O rei das manhãs, de Daniel Rezende (Warner). Gênero: drama. Elenco: Vladimir Brichta, Leandra Leal, Domingos Montagner – (Foto: Divulgação)

O filme Bingo: O Rei das Manhãs, de Daniel Rezende, foi escolhido para representar o Brasil na disputa pelo Oscar de melhor produção estrangeira. O anúncio aconteceu na manhã desta sexta-feira, 15, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

O longa passará por uma série de avaliações até o dia 23 de janeiro de 2018, quando serão anunciados os finalistas da premiação, prevista para 4 de março.

Bingo foi escolhido entre 23 inscritos, incluindo documentários e ficções. Neste ano, a seleção foi feita sob a coordenação da Academia Brasileira de Cinema, que fez um acordo de cooperação técnica com o Ministério da Cultura, único órgão que oficialmente pode inscrever o candidato brasileiro.

A parceria surgiu depois dos problemas do ano passado, quando a indicação de Pequeno Segredo surpreendeu – Aquarius era apontado como o melhor representante pela crítica especializada. A comissão montada pela Academia Brasileira de Cinema foi composta por Jorge Peregrino (presidente), Paulo Roberto Mendonça, Iafa Britz, David Schurman, Doc Comparato, João Daniel Tikhomiroff e Miguel Faria Jr.

A lista final dos concorrentes ao Oscar será anunciada no dia 23 de janeiro e a entrega do prêmio será no dia 04 de março, em Los Angeles.

Confira alguns candidatos de outros países:

Alemanha – “In the Fade”, de Ftih Akin

Áustria – “Happy End”, de Michael Haneke

Bulgária – “Glory”, de Kristina Grozeva e Petar Valchanov

Chile – “Uma Mulher Fantástica”, de Sebastián Lelio

Hungria – “On Body and Soul”, de Ryota Nakano

Kosobvo – “Unwanted”, de Edon Rizvanolli

Méxixo – “Tempestad”, de Tatiana Huezo

Noruega – “Thelma”, de Joachim Trier

República Tcheca – “Ice Mother”, de Bohdan Sláma

Suécia – “The Square”, de Ruben Ostlund

Vietnã – “Father and Son”, de Luong Dinh Dung

 

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *