8 de maio de 2021

Assassinatos aumentam em Imperatriz

 Assassinatos aumentam em Imperatriz
Familiares ao lado do corpo de Hércules Lemos Silva no local do crime (Foto: Divulgação)

É alto o índice de assassinatos este mês na cidade de Imperatriz. Oito pessoas já foram executadas na cidade em apenas 11 dias, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública. Esses casos já ultrapassaram os homicídios registrados em todo o mês anterior, com seis mortes violentas. Este ano, em Imperatriz, já foram registradas 76 ocorrências desse o desse tipo de crime. Ainda segundo a polícia, a maioria desses crimes está relacionada a acerto contas com referência à comercialização de droga.

“Grande parte dos assassinatos ocorridos na cidade tem ligação com o tráfico de entorpecentes”, disse o delegado Eduardo Galvão, da regional de Imperatriz. Segundo ele, setembro está sendo considerado o mês do acerto de contas e esses assassinatos estão sendo investigados pela Delegacia de Homicídios de Imperatriz. A maioria já está com autoria definida, inclusive, com pedido de prisão dos acusados ao Poder Judiciário.

O delegado disse ainda que agosto foi o mês com muita apreensão de droga na Região Tocantina feita pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), Polícia Militar e até mesmo pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Mais de 100 kg de droga entre maconha, crack e cocaína, foram tirados dos traficantes. “Os criminosos, após terem a sua droga apreendida, acabam procurando pessoas que estão em débito com “boca” e isso acaba sempre em morte”, explicou Eduardo Galvão.

Crimes

No último dia 11, por exemplo, a polícia registrou três homicídios e uma tentativa em Imperatriz. Jordan de Almeida Luz, de 20 anos, foi morto após ser alvejado com cinco tiros e o seu irmão, Josevan Almeida da Luz, idade não revelada, também foi baleado por homens não identificados na porta da residência das vítimas, no bairro Vilinha.

Esse crime, segundo a polícia, estaria ligado ao tráfico de droga. A suspeita é de que Josevan Almeida seria o alvo dos criminosos, já que tem passagem pela polícia por tráfico de droga, enquanto, Jordan Luz não tinha envolvimento com o crime, mas acabou morto porque estava com o irmão no momento da ação criminosa.

Josevan Almeida foi socorrido e levado para o Hospital Municipal de Imperatriz (HMI), onde passou por tratamento cirúrgico e até a sexta-feira, 15, permanecia internado correndo risco de morte. Há possibilidade de ele ficar paraplégico, já que um dos projéteis está alojado na sua coluna cervical.

Também nesse dia foi morto a tiros o soldador Willam Alves Ferreira, de 27 anos, na BR-010, no trecho conhecido como Pé de Macaúba, próximo ao Posto 10. A vítima foi alvejada por dois homens não identificados que estavam em uma motocicleta. Há informações de que a vítima era ex-interno do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

A outra vítima foi identificada como Hércules Lemos Silva, 19 anos, que morava na cidade de João Lisboa. A polícia informou que a vítima, em companhia de dois amigos, havia ido a Imperatriz para participar de uma festa de reggae, no bairro Nova Imperatriz. No momento em que Hércules Lemos saiu da festa foi abordado por um homem, que estava em uma motocicleta.

Violento

Este mês já começou violento em Imperatriz, já que no dia 1º, ocorreram três assassinatos, a metade dos casos ocorridos no mês anterior. Uma das vítimas foi identificada como Maria Raimunda Silva de Oliveira, 51 anos, a Raimundinha.

A polícia informou que a vítima foi morta a golpes de faca no pescoço, no bairro Ouro Verde. O principal suspeito era o seu namorado, ainda não localizado pela polícia. A outra vítima foi Inácio da Rocha Lima, de 56 anos, que era gerente de uma fazenda, no povoado Petrolina, zona rural de Imperatriz.

Ele foi assassinado a tiros e a golpes de faca em seu local de trabalho. Segundo a polícia, dinheiro e nenhum objeto de valor da fazenda foram levados autores do crime. Também neste dia foi morto Jeso Alencar de Sousa, 36 anos, acusado de comercializar droga e de homicídio ocorrido neste ano, no Parque Anhanguera.

Casos

Pessoas mortas este mês em Imperatriz

Maria Raimunda Silva de Oliveira

Inácio da Rocha Lima

Jeso Alencar de Sousa

Jordan de Almeida Luz

Willan Alves Ferreira

Hércules Lemos Silva

Alisson Araújo Barbosa

Uma vítima (não identificada)

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *