20 de junho de 2021

Advogada diz que não morreu porque agressor não finalizou o que tentou

 Advogada diz que não morreu porque agressor não finalizou o que tentou
‘Não vou esquecer’, diz advogada Ludmila Rosa Ribeiro da Silva que foi vítima de violência (Foto:Reprodução)

A advogada Ludmila Rosa Ribeiro da Silva, vítima de violência doméstica pelo seu ex-companheiro Lúcio André Genésio, relatou hoje ao presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão (Sama), Mozart Baldez, que só não virou estatística porque seu agressor, que é irmão do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, não conseguiu finalizar o que tentou. O relato dela gravado em vídeo foi disponibilizado pelo presidente do Sama, em seu perfil no Facebook.

— Eu ainda estou traumatizada e com algumas dores, mas não posso me calar. Não posso deixar isso cair no esquecimento. O sentimento é de medo, pois só não virei estatística porque ele não conseguiu finalizar o que tentou — declarou em trechos da conversa.

Na publicação, ela elogiou a informação de que a Delegacia Especial da Mulher passará a funcionar 24 horas por dia, mas reclamou das dificuldades para prestar seu depoimento no Plantão do Cohatrac na madrugada do último domingo (12).

— Fiquei sabendo que a Delegacia Especial da Mulher passará a funcionar 24 horas por dia. Isso é muito importante. Quando aconteceu, uma vizinha me levou para prestar depoimento. Eu estava muito abalada, com algumas dores e nariz sangrando. E lá, na Delegacia do Cohatrac, demorou muito. Então espero que esse caso sirva também para mudar a realidade, principalmente, das delegacias no Maranhão — disse.

SINDICATO PEDE APURAÇÃO
Outro aspecto destacado durante a conversa foi quanto a atuação do delegado Válber Braga, que recebeu o agressor das mãos dos policiais militares. A vítima disse que ele arbitrou fiança de R$ 4.685. Este valor foi pago e Lúcio Genésio liberado. Em função disso, Mozart Baldez afirmou que o Sama vai entrar com um pedido de investigação contra o delegado na Corregedoria.

Confira abaixo o bate-papo.

SAMA E A ADVOGADA ESPANCADA LUDMILA RIBEIRO QUEREM A PRISÃO IMEDIATA DO AGRESSOR LUCIO ANDRÉ GENESIO QUE ESTÁ FORAGIDO DA JUSTIÇA.

Publicado por Mozart Baldez em Quarta-feira, 15 de novembro de 2017

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *