20 de junho de 2021

Redução de 100% no número de homicídios na região Itaqui-Bacanga

 Redução de 100% no número de homicídios na região Itaqui-Bacanga

Mesmo com o alto índice de criminalidade registradas nos últimos dias em São Luís, a região do Itaqui-Bacanga sofreu queda no índice dos números de violência. De acordo com dados das Policias Militar e Civil do Maranhão, desde o mês de junho não há registro de homicídios na região.

Para uma área historicamente conhecida por grandes taxas de violências, a redução de homicídio em bairros como anjo da Guarda, Vila Embratel é um número quase inacreditável. No mesmo período do ano passado, pelo menos seis homicídios foram registrados.

Vincula-se que a redução dos homicídios faz parte do resultado das ações de combate e prevenção dos crimes contra a vida, uma das principais frentes de atuação das forças de segurança do estado. Há pouco mais de dois meses, o Itaqui-Bacanga recebeu a transferência do 1º Batalhão da Polícia Militar atendendo um pedido dos moradores que vinha sendo ignorado havia décadas.

1º Batalhão da Polícia Militar (Foto: Handson Chagas)

O primeiro batalhão atende 58 bairros da região Itaqui-Bacanga, incluindo a Zona Rural. Com a instalação da sede da sede do 1º Batalhão da Polícia Militar no bairro Anjo da Guarda houve também agilidade para atender os chamados da comunidade. Antes, as equipes policiais levavam no mínimo duas horas para chegar a uma ocorrência. Atualmente, com a redução do trajeto, caiu para 15 minutos.

Na região, houve também redução no número de ocorrências de roubos e assaltos. O delegado titular, Walter Wanderley, responsável pela área do Anjo da Guarda, acredita que o trabalho em conjunto das policiais Militar e Civil está ajudando muito na redução dos crimes. “O alto número de prisões de meliantes afastou a liderança do crime da região. Essas prisões ajudaram muito para a redução. A parte preventiva da Polícia Militar está mais eficiente e a população está participando também. Em mais da metade dos casos, a participação da comunidade foram extremamente importante por meio de denuncias”, afirmou o delegado.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *