20 de junho de 2021

2018 inicia com pelo menos quatro mortes na Região Metropolitana

 2018 inicia com pelo menos quatro mortes na Região Metropolitana

(Foto: Divulgação)

ex-cabeleireiro Raimundo Nonato Amaral Chagas, conhecido como Jhony foi morto com um tiro na cabeça. (Foto: Divulgação)

Somente nos dois primeiros dias do ano, pelo menos quatro Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) (Homicídio doloso) já haviam sido registradas na Região Metropolitana de São Luís, que é composta por São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

De acordo com dados divulgados nesta terça-feira pela Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), desse total, três assassinatos ocorreram no dia 01 de janeiro e um na tarde desta terça-feira (02) em bairros da capital.

O primeiro crime registrado na Grande São Luís este ano aconteceu por volta das 7h do dia 01 de janeiro, segunda-feira, no Centro da capital. A vítima foi identificada como Rodrigo Pinheiro Correa, de 35 anos, que morreu após ser agredido.

O segundo crime vitimou Carlos Cezar Costa, de 39 anos. Ele foi morto por volta das 10h27 no Loteamento Sol Nascente, localizado no bairro Estiva, na capital. Nesses dois casos, a Polícia não soube informar qual o tipo de arma foi utilizada nas ações criminosas.

Já o terceiro crime ocorrido ainda no dia 01 de janeiro aconteceu na Vila Geniparanã, em São Luís, e teve como vítima Jorge Luiz Sousa Bezerra, de 43 anos. Ele morreu por volta das 19h57 após ser atingido por disparos de arma de fogo.

Na tarde desta terça-feira (02), o ex-cabeleireiro Raimundo Nonato Amaral Chagas, conhecido como Jhony, de 57 anos, foi morto com disparos de arma de fogo na cabeça no bairro Coroadinho, em São Luís.

Segundo moradores da área, Raimundo foi surpreendido por dois criminosos que atiraram contra ele e fugiram. De acordo com a mãe da vítima, Nazaré Costa Amaral, de 82 anos, Raimundo havia se mudado do bairro há seis meses e estava atualmente morando na Vila Bacanga, mas havia retornado ao local onde residia porque o homem que comprou sua casa telefonou para Jonhy pedindo que ele comparecesse ao imóvel urgentemente para resolver algumas pendências. Depois de sair da casa, e quando transitava pela Avenida Babilônia em direção ao ponto de ônibus, foi executado com tiros na cabeça.

Todos os casos estão sendo investigados pela Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP).

Balanço

Em 2017, foram registrados 591 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que envolve homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. No mês de dezembro do mesmo ano foram contabilizados 37 casos.

0 Reviews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *